ELAS CANTAM

Loading...

domingo, 21 de agosto de 2011

"GLADYS KNIGHT"


Gladys Knight (nascida como Gladys Maria Knight em 28 de maio de 1944)
é uma cantora americana de soul e R&B. Fez muito sucesso na segunda metade do século XX com sua banda Gladys Knight & the Pips, que continha em sua formação o irmão e os primos da cantora (Merald "Bubba" Knight; Edward Patten e William Guest), respectivamente. Era tia da cantora Aaliyah.

GRAMMY

Melhor Performance Pop por um Duo ou Grupo com Vocais de 1986 - "That's What Friends Are For" - Dionne Warwick, Elton John, Gladys Knight & Stevie Wonder.
Melhor Álbum Vocal de R&B Tradicional de 2001 - At Last
Melhor Performance Gospel de 2004 - "Heaven Help Us All" - Ray Charles & Gladys Knight.
Melhor Álbum de Coral gospel ou Álbum de Coral de 2005 - One Voice - Gladys Knight & The Saints Unified Voices.

Outros prêmios

Prêmio Essence de Conquista de Carreira de 1992
Em 1995, Gladys Knight ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em Los Angeles.
Pinnacle Award de 1997
Prêmio de Lifetime Achievement do BET de 2005
Prêmio Legendário de 2006 do Las Vegas Music Awards
Prêmio Image para Artista de Jazz Espetacular de 2007 duranteo 38º NAACP Image Awards.
Prêmio de Melhor Lenda Viva do 1º The BET Honors Anual em 2008 (com Stevie Wonder).
Lifetime Diva Award no Stardust Music Awards em março de 2008.
homenageada pelo Festival Nacioal de Artes Negras e pela Coca Cola Company no Legends Celebration de 2008.

Discografia




1978: Miss Gladys Knight
1979: Gladys Knight
1991: Good Woman
1994: Just for You
1998: Many Different Roads
2001: At Last
2005: One Voice (com Saints Unified Voices)
2006: A Christmas Celebration (com Saints Unified Voices)
2006: Before Me

Singles

1978: "I'm Coming Home Again"
1979: "Am I Too Late"
1981: "When a Child Is Born" (com Johnny Mathis)
1985: "That's What Friends Are For" (com Dionne Warwick, Elton John e Stevie Wonder)
1989: "License to Kill"
1990: "If I Knew Then What I Know Now" (com Kenny Rogers)
1991: "Men"
1991: "Meet Me in the Middle"
1991: "Where Would I Be"
1991: "Superwoman" (com Dionne Warwick & Patti LaBelle)
1994: "I Don't Want to Know"
1994: "End of the Road" Medley: "If You Don't Know Me by Now"/"Love Don't Love Nobody"
1995: "Next Time"
1996: "Missing You" (com Brandy, Tamia e Chaka Khan)

domingo, 14 de agosto de 2011

"BARBRA STREISAND"


Barbara Joana Streisand, (Brooklyn, Nova Iorque, 24 de abril de 1942), conhecida como Barbra Streisand, é uma cantora, compositora, atriz, diretora e produtora cinematográfica norte-americana, Vencedora de 2 Oscar tendo sido indicada a mais três estatuetas. Ela divide com Cher a distinção de ter sido premiada com o Óscar de Melhor Atriz e também ter gravado um single número um no Hot 100 da Billboard.
Ela ganhou dois Óscar , oito Grammy , quatro Prêmios Emmy , um prêmio Tony especial , um American Film Institute.
Ela é uma das artistas mais bem sucedidos comercialmente e criticamente na história do entretenimento moderno, com mais de 71,5 milhões de álbuns enviados nos Estados Unidos e 140 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo.

Barbra Streisand iniciou sua carreira em 1965 com a peça da Broadway "I can get it for you wholesale". Seu primeiro disco, "The Barbra Streisand Album", foi lançado em 1963 e a premiou com dois Prêmios Grammy.
Barbra possui uma voz poderosa e imprime uma interpretação dramática às músicas que grava, especialmente nas baladas românticas. Ela fez duetos com artistas como Neil Diamond, Donna Summer, Frank Sinatra, Celine Dion, Bryan Adams, Burt Bacharach e Barry Gibb
A estréia no cinema foi em 1968, com o musical "Funny Girl", e sua atuação no mesmo lhe rendeu o Oscar de melhor atriz. Foi indicada também pelo filme "Nosso Amor de Ontem", em 1973. Também ganhou o Oscar de melhor canção original pelo filme "Nasce uma Estrela" em 1976.
Ela já vendeu 71 milhões de álbuns, tornando-se a segunda cantora que mais vendeu discos e cds nos EUA, ficando atrás apenas da cantora Madonna. Possui vários sucessos como People (1964), The Way We Were (1974), All In Love Is Fair (1974), Evergreen (1977, do filme Nasce Uma Estrela), Enough Is Enough No More Tears(1979, dueto com Donna Summer), Come In And Out Of Your Life (1982), entre outros. Além desses sucessos, um de seus álbuns mais marcantes, tanto na carreira de Streisand como no mundo da música, foi o disco produzido por Barry Gibb dos Bee Gees, em 1980, chamado Guilty, que estourou no mundo inteiro, trazendo os sucessos Guilty (dueto com Barry), What Kind Of Fool (dueto com Barry), Woman In Love e Promises. Em 2005, Barry a presentou novamente com um disco, desta vez intitulado Guilty Pleasures, em comemoração ao anterior, mas desta vez, sem muita repercussão.
Streisand é uma das poucas estrelas do show business a conquistar prêmios em diversas áreas da arte - Oscar (cinema), Grammy (música), Tony (teatro) e Emmy (televisão). Ela foi também a primeira mulher a simultaneamente produzir, dirigir, escrever e atuar em um filme ("Yentl", de 1983).
Em 1964, casou-se com o ator Elliot Gouldy com quem teve seu único filho, Jason, mas o divórcio veio logo depois que conquistou o Oscar de melhor atriz. Depois de vários romances, a atriz e cantora se casou em 1998 com o ator e diretor James Brolin.

Carreira Musical

Streisand gravou 35 álbuns de estúdio, quase todos com a Columbia Records, seus trabalhos no início da década de 1960, os seu trabalhos mais conhecidos são The Barbra Streisand Album , The Second Barbra Streisand Album , o terceiro álbum , My Name Is Barbra. As obras Streisand foram nomeados para mais de 57 prêmios Grammy, ela ganhou 15 desses, incluindo dois prêmios especiais.

The Barbra Streisand Album

Inicialmente, o presidente da Columbia Goddard Lieberson resistiu Streisand assinatura de um contrfato, encontrar seu estilo muito próximo ao cabaret e cantores que ele não gostava como Jo Stafford ou Rosemary Clooney , tendo gravado com eles na década de 1950. Após a uma entrevista de televisão de Streisand por Mike Wallace na PM East / West PM e da pressão dos associados,
Lieberson cedeu e concordou em assinar ela.
A coisa mais importante sobre esse primeiro contrato - na verdade, a coisa que estendeu para - foi uma cláusula única me dando o direito de escolher o meu próprio material. Foi a única coisa que realmente importava. Eu ainda recebeu muita pressão da gravadora para incluir alguns hits pop no meu primeiro álbum, mas eu estendeu para as canções que realmente significou algo para mim.
— Barbra Streisand sobre seu primeiro disco
Ele alcançou a posição # 8 no Billboard de álbuns pop, e foi certificado um disco de ouro pela RIAA.
Em agosto de 1963, apenas seis meses após o lançamento de The Barbra Streisand Album, ela lançou The Second Barbra Streisand Album , gravado em apenas quatro dias em junho de 1963, o album foi a segunda parte de seu album de estreia. E assim como seu álbum anterior, o registro não produziu uma única gráficos, mas ainda assim conseguiu se sair bem em termos de vendas e de desempenho gráfico. O álbum alcançou a posição # 2 na Billboard Pop Albums Chart , superando o pico de seu álbum anterior, que chegou a # 8. Até à data, o álbum foi certificado Ouro pela RIAA.
Em abril de 1965 ela lançou seu terceiro album de estudio, My Name Is Barbra, o álbum foi certificado Ouro e alcançou a posição # 2 nas paradas dos EUA. Streisand ganhou dois prêmios Grammy e se estabeleceu como uma das maiores cantoras da decada de 60. Com o sucesso adquirido com My Name Is Barbra, ela decidio usar a mesma meta de seu primeiro album, lançar uma segunda parte entitulada My Name Is Barbra...Dois, outro grande sucesso que fez que ela mudasse seu estilo para algo mais moderno e contemporâneo que abriu portas para a cantora na decada de 70.
Durante os anos 1970, ela também foi de grande sucesso nas paradas pop, com gravações Top 10 como The Way We Were (EUA Nº. 1), Evergreen (EUA Nº. 1), No More Tears (Enough Is Enough) (1979, com Donna Summer ), que até hoje é considerado o dueto de maior sucesso comercial, (EUA Nº. 1), You Don't Bring Me Flowers (com Neil Diamond ) (EUA Nº. 1) e The Main Event (EUA Nº. 3), alguns dos quais vieram de gravações trilha sonora de seus filmes. Como o fim da década de 1970 , Streisand foi nomeada a cantora feminina mais bem sucedida nos EUA atras somente de Elvis Presley e The Beatles tinha vendido mais álbuns.

A Star Is Born foi o primeiro album de cinema da cantora, que lhe rendeu o Óscar de Melhor Canção Original pela a canção Evergreen. O album foi todo realizado por Barbra Streisand e Kris Kristofferson, e foi bem-sucedido, alcançando o número um lugar na Billboard 200 chart de 5 semanas e vendeu mais de 4 milhões de cópias com um mundo 10 milhões de cópias relatados de largura.
Com o sucesso de A Star Is Born tanto no cinema quanto na musica, ela decidiu se dedicar mais para seu proximo albun entitulado Guilty, considerado a sua maior obra-prima. O album tornou-se seu álbum mais vendido até hoje com vendas (de acordo o site oficial Streisand) de mais de 20 milhões de cópias e foi produzido por Bee Gees e a equipe de produção regular de Albhy Galuten e Karl Richardson .
A faixa-título , um dueto entre Streisand e Gibb, ganhou o Prêmio Grammy de Melhor Performance Pop por um Duo ou Grupo com Vocal em 1981, e foi o # 3 da Billboard Hot 100 hit. O primeiro single Woman in Love se tornou uma das canções de maior sucesso da carreira de Streisand, a música passou um total de três semanas na posição # 1 na parada da Billboard. Em 2005 Streisand lançou uma sequencia para este álbum, Guilty Pleasures, também em 2005 ela relançou o album remasterizado com novas entrevistas de Streisand e Gibb, duas performances ao vivo de 1986 e uma galeria de fotos.

Carreira Cinematografica

Estrela de Musicais

Seu primeiro filme foi uma reprise do seu sucesso da Broadway, Funny Girl (1968), um sucesso artístico e comercial dirigido pelo veterano William Wyler . Streisand ganhou o Oscar de Melhor Atriz para o papel, compartilhando-o com Katharine Hepburn ( O Leão no Inverno ), foi a única vez que houve um empate nesta categoria do Oscar. Seu próximo filme também foi baseado um musicail, Hello, Dolly! , dirigido por Gene Kelly (1969) e Alan Jay Lerner. E depois On a Clear Day You Can See Forever outro musical dirigido por Vincente Minnelli.
Durante a década de 1970, Streisand estrelou em várias comédias , incluindo What's Up, Doc? (1972) e The Main Event (1979), ambos co-estrelado por Ryan O'Neal. Um de seus papéis mais famosos durante este período foi no drama The Way We Were (1973) com Robert Redford , pelo qual recebeu uma nomeação ao Oscar como Melhor Atriz. Ela ganhou seu segundo Oscar de Melhor Canção Original como compositor (em conjunto com o letrista Paul Williams ) para a canção " Evergreen ", de A Star Is Born , em 1976.

Trabalho como Diretora e Roteirista

Streisand iniciou seu trabalho como diretora, produtora e roteirista com o filme Yentl pelo qual ela se tornou a primeira mulher da historia a atuar, dirigir, produzir e escrever um filme, e também se tornou a primeira mulher a vencer um Globo de Ouro de Melhor Diretor, mas apesar de ter vencido o globo de ouro o filme nem sequer foi indicado ao Óscar de melhor filme e Óscar de melhor diretor o que causou muita discução.
Após o sucesso de Yentl, Streisand dirigio e produzio mas dois filmes Principe dos Mares em 1991 e The Mirror Has Two Faces em 1996. Pelo o filme Principe dos Mares ela recebeu mais uma nomeação ao Óscar dessa vez na categoria Melhor Filme, mas novamente não foi nomeado na categoria de Melhor Diretor.

Regresso ao Cinema

Após quase 20 anos sem atuar e 8 anos afastado do cinema, Streisand retornou ao cinema em 2004 com o filme Meet the Fockers (a sequencia Meet the Parents ), atuando ao lado de Dustin Hoffman , Ben Stiller , Blythe Danner e Robert De Niro . Em 2005 a Barwood Streisand Films, empresa de Streisand, comprou os direitos do livro Anão de Mendel, onde ela futuramente dirigiria e atuaria em uma adaptação do livro para o cinema. Em dezembro de 2008, ela declarou que ela estava pensando em dirigir uma adaptação do livro de Larry Kramer Coração Normal , um projeto que ela tem trabalhado desde os meados da década de 1990.
Em 2009 foi revelado que Streisand estaria disputando ao lado de Glenn Close e Meryl Streep pelo o papel de Norma Desmond no filme adaptação da versão musical de Sunset Boulevard. Em 28 de Janeiro de 2011, o The Hollywood Reporter anunciou que a Paramount Pictures deu a Streisand comédia road-trip, Maldição da minha mãe, para que ela dirigisse e atuasse no filme.

Vida Pessoal

Streisand ja foi casada duas vezes. Seu primeiro marido foi o ator Elliott Gould , a quem ela foi casada de 1963 até 1971. Eles tiveram um filho, Jason Gould, que viria a estrela como seu filho na tela O Príncipe das Marés . Seu segundo marido é o ator James Brolin, com quem se casou em 01 de julho de 1998. Enquanto eles não têm filhos juntos, Brolin tem dois filhos do primeiro casamento, inclusive indicado ao Oscar ator Josh Brolin, e uma criança do seu segundo casamento. Streisand partes um aniversário com Shirley MacLaine , e celebrar juntos a cada ano.

Politica

Streisand tem sido um apoiante ativa do Partido Democrata e defedendo muitas
de suas causas.
Os democratas sempre foram o partido dos trabalhadores e das minorias.
Eu sempre identificado com as minorias.
— Barbra Streisand a respeito do Partido Democratas

Filantropia

Streisand pessoalmente levantou 25 milhões dólares para as organizações através de suas performances ao vivo. A Fundação Streisand, criada em 1986, contribuiu com mais de 16 milhões dólares por cerca de 1.000 bolsas para organizações nacionais que trabalham na preservação do meio ambiente, a proteção das liberdades civis e dos direitos civis, aos direitos das mulheres.
Em 2008, Streisand levantou 5 milhões para dólares de Pesquisa Cardiovascular da Barbra Streisand para o Centro do Coração da Mulher. Em setembro daquele ano a revista Parade, colocou Streisand em um relatorio anual do Ranking das celebridades que fizeram a maior doação a instituições de caridade, em 2007, de acordo com registros públicos. Em um leilão em 2009, Streisand vendeu 526 intens valiosos e de longa data para doações em instituições de caridade.

Discografia



Álbuns

1962 - I Can Get It For You Wholesale
1962 - Pins and Needles: 25th Anniversary Edition of the Musical Revue
1963 - The Barbra Streisand Album
1963 - The Second Barbra Streisand Album
1964 - The Third Album
1964 - Funny Girl: Original Broadway Cast Recording
1964 - People
1965 - My Name Is Barbra
1965 - My Name Is Barbra, Two...
1966 - Color Me Barbra
1966 - Je m'appelle Barbra
1967 - Simply Streisand
1967 - A Christmas Album
1968 - Funny Girl
1968 - A Happening in Central Park
1969 - What About Today?
1969 - Hello, Dolly!
1970 - On a Clear Day You Can See Forever
1971 - Stoney End
1971 - Barbra Joan Streisand
1972 - Live Concert at the Forum
1973 - Barbra Streisand...and Other Musical Instruments
1974 - The Way We Were
1974 - ButterFly
1975 - Funny Lady
1975 - Lazy Afternoon
1976 - Classical Barbra
1976 - A Star Is Born
1977 - Streisand Superman
1978 - Songbird
1979 - The Main Event
1979 - Wet
1980 - Guilty
1981 - Memories
1983 - Yentl
1984 - Emotion
1985 - The Broadway Album
1987 - One Voice
1988 - Till I Loved You
1989 - A Collection: Greatest Hits.. and More
1991 - Just For the Record
1991 - The Prince of Tides
1992 - Highlights from Just For the Record
1993 - Back to Broadway
1994 - The Concert
1995 - The Concert: Highlights
1996 - The Mirror Has Two Faces
1997 - Higher Ground
1999 - A Love Like Ours
2000 - Timeless: Live in Concert
2001 - Christmas Memories
2002 - The Essential Barbra Streisand
2002 - Duets
2003 - The Movie Album
2005 - Guilty Pleasures
2007 - Streisand: Live in Concert 2006
2009 - Love Is the Answer

Filmografia

Funny Girl (1968)
Hello, Dolly! (1969)
On a Clear Day You Can See Forever (1970)
The Owl and the Pussycat (1971)
What's Up, Doc? (1972)
Up the Sandbox (1972)
The Way We Were (1973)
For Pete's Sake (1974)
Funny Lady (1975)
A Star Is Born (1976) (também produtora executiva)
The Main Event (1979)
All Night Long (1981)
Yentl (1983) (também produtora e roteirista)
Nuts (1987) (também produtora)
The Prince of Tides (1991) (também diretora e produtora)
The Mirror Has Two Faces (1996) (também diretora e produtora)
Meet the Fockers (2004)
Little Fockers (2010)
My Mother's Curse (2012)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...